Castlevania Monster Handbook

Secret Stage // Castlevania Monster Handbook Parte 1

Nos antigos dias sombrios, onde o Orkut era o único jeito simplificado de conseguir informações sobre games, uma comunidade em especial me chamou a atenção. Diferente das bagunças e estrepolias de outras comunidades, esta era organizada e bem interessante. Era chamada de “Castlevania, a Obra de Arte”, o que eu concordo em gênero, número e grau. Fiz grandes amigos na comunidade [mantenho contato MESMO até hoje com 3 deles] e eu sou amiga do ex-dono da comunidade, que é um grande amante de Castlevania, e tem grande conhecimento de tudo relacionado ao game. Nessa época da comunidade, ele escreveu um pequeno dicionário de sete páginas sobre a origem de alguns dos monstros dos games. Achei curioso dividir isso com vocês, muitas das criaturas são incríveis e eu nunca imaginei a origem de muitas delas.

Eu não vou colocar a lista inteira, porém, vou dividir o post em DOIS para mostrar pelo menos os mais interessantes. Então, vamos destrinchar a natureza dessas criaturas caóticas juntinhos? PEGA A PIPOCA!:

ATENÇÃO!  Tem algumas coisas fortes aqui. Sério.

Symphony of the Night

A lista começa com este grande sucesso para Playstation 1,[fangirlmodeon]LINDO E MARAVILHOSO GAME, AI COMO EU AMO CASTLEVANIA[fangirlmodeoff], e muitos dos monstros dos games que vieram depois de SotN tiveram seu nascimento aqui.

Ouija Table: “Ouija” é qualquer superficie onde estejam simbolos, ícones e objetos, teoricamente capazes de responder a qualquer pergunta. Provém do Espiritismo.

Diplocephalus: Nome científico de uma família de aranhas.

Cthulhu: Demônio gigante dos Mitos de Ctulhu, uma série de ficção escrita por Howard Phillips Lovecraft. Deu origem ao RPG de mesa “Call of Cthulhu”

Cthulhu

Diz a lenda que Cthulhu vira em 2012. Estou preparando minha tunica de acolyte.

Doppleganger: Palavra de origem Germânica, sobre um FANTASMA mitológico capaz de copiar qualquer corpo físico. Doppleganger é uma lenda urbana, com relatos de sua existência desde 1612.

Scylla: Mitologia grega. Uma ninfa que foi perseguida por um Deus por amor. Por rejeitar este Deus, o mesmo pede ajuda a uma feiticeira que se apaixona por ele e transforma a bela Scylla em um monstro horrendo, fazendo o Deus perder o interesse por ela.

Ectoplasm: Manifestação paranormal de energia psiquica fantasmagórica. Também é o nome de uma das partes do citoplasma celular.

Dhuron: Também chamado de Dulahan. Cavaleiro sem cabeça, uma lenda urbana que diz que, quando o cavaleiro para de cavalagar, um humano morre.

Gremlin: Mito, nascido da lenda urbana sobre pequenas criaturas que sabotavam aviações.

Karasuman: Também chamado de Malphas. Demônio de asas negras que comanda corvos. Um grande presidente do Inferno, pela demonologia.

Olrox: Suposto lorde que existiu na vida real, que acredita-se ter sido um vampiro.

Succubus: Lenda medieval do Oeste americano, Belissimo demônio feminino que seduzia homens (principalmente monges e pessoas com código de castidade) para roubar suas energias através do Sexo. Causando a morte do homem. Existe uma versão masculina chamada Incubbus.

Granfaloon / Legion:  Vem do folclore Norueguês, e descreve essa coisa nojenta como uma criatura de mal agouro, e se alguém vê-la, significa que algum parente desta pessoa ira morrer e se juntar ao seu corpo decorpos.  Mas , o novelista Kurt Vonnegut usa o nome Grafaloon como um termo que descreve uma “reunião de pessoas por um motivo inútil”.

Schmoo: Criatura ficcional de um desenho infantil de 1948.

Shmoo

Sim, ISSO é um Shmoo. Igualzinho aos de SotN não é?

Yorick: Bufão que teve o crânio exumado pelo coveiro no ATO 5, CENA 1 de Hamlet, de Shakespare.

Malachi: profeta do antigo testamento da bíblia cristã (Malaquias).

Beezelbub: No antigo contexto, era um demônio que controlava as moscas. Posteriormente, seu nome foi adotado também para o Diabo da religião cristã.

Azaghal: Executor de punições do inferno, demonologia.

Dodo Bird: Passaro que existiu na vida real, extinto no século 17.

 Circle of the moon

Pode me chamar de herege, porque eu nunca  joguei  o CotM.

Ghoul: Monstro do folclore Arábico, existe uma versão feminina chamada ghouleh, o ghoul é capaz de mudar de forma, se tornando principalmente uma Hyena. É representado em games simplesmente como um variante de Zumbi devido a uma influência Persa na lenda, que o representa como um humano forte e sem inteligência.

Wight: Nome padrão para qualquer criatura semi-humana, palavra de origem alemã.

Harpy / Siren: Aqui vale uma explicação maior, pois muita gente confunde.
Siren eram três mulheres meio-ave que viviam supostamente em uma ilha, na mitologia Grega, Sirens tinham uma bela aparência, apenas com penas nos pés e asas.
Harpias são mulheres ave horrendas, com face e bico de aves, além de penas e asas.

Myconid: Uma raça de FUNGO inteligente existente no RPG de mesa D&D. (Consulte o Manual dos Monstros 2° edição).

Myconid

Myconid

Catoblepas: Mitologia grega. Criatura da Etiópia com um corpo de búfalo e cabeça de javali, com as costas cheias de duras escamas. Tinha um bafo capaz de petrificar.

Dryad: Mitologia grega. Ninfas que se escondiam em árvores e tinham uma arvore protetora. Viviam o mesmo tempo que esta arvore vivia.

Adramelech: Pelo mitologia Assiria, é um Deus do Sol, um dos Dez Sephiroths negativos. Como muitos deuses pagãos são considerados demônios na cultura judaica-cristã, Adramelech é um dos barões do inferno, pela demonologia.

Alraune / Mandragora Lenda da idade média Alemã. Criaturas nascidas através da ejaculação de homens presos, que tinham seus pescoços cortados na morte. A terra absorvia suas ultimas forças pelo esperma, dando vida a mulheres-plantas. Aqui existe uma confusão, a Mandragora (planta que grita) segundo a lenda, também nascia assim.

Franken / Frankestein / The Creature: Famosa lenda, baseada na historia de Frankestein, onde um cientista louco cria um zumbi lunático por pedaços de gente morta animados por eletricidade. O mito do Frankestein foi alimentado pela idéia antiga de que pelo cérebro usar impulsos elétricos, era possível trazer alguém de volta a vida por choques.

Lilith: Pela Mitololgia Mesopotâmica, é uma mulher dos ventos que causava doenças e morte.
Pelo Cristianismo  Lilith rebelou-se com Deus por não aceitar ficar sempre embaixo nas relações sexuais. Considerada filosoficamente como a primeira mulher a romper a dominação patriarcal.

Harmony of Dissonance

O HoD esta na lista dos meu preferidos. Não porque ele é a versão portátil do SotN, ‘MAGINA

Talos

Golem: Criatura do folclore Judeu, é uma criatura animada formada por matéria não-animada. Segundo o folclore, serviam de guardiões dos magos e de certos locais.

Pazuzu: Demônio da mitologia Babilônica, rei dos demônios do vento.

Spriggan: Criatura grotesca do conto de fadas do condado de Cornwall na Inglaterra. Eram criaturas humanóides que protegiam as fadas.

Talos: Um gigante de bronze da mitologia grega que protegia a ilha de Creta. Ele possuía apenas uma veia e foi destruído ao ser atingido em uma falha no pé, nesta veia.

Sylph: Criatura da mitologia do oeste americano. Seres invisíveis elementais do ar.

 

 

Bom, por enquanto é só gamers. No próximo post, teremos a continuação com Aria of Sorrow e Dawn of Sorrow! [Que aliás, são bem curtinhos ._.]

Ps: Agradeço ao Thiago “Akumaju” Geronimo por deixar que eu usasse a sua pesquisa =D

ayawen
ayawen

- Artigo por