A Batalha dos Chiptunes

Parabólica // A Batalha dos Chiptunes

Um pouco da ‘sonoridade’ dos Anos 90…

…galera curtindo em seu Walkman [ou Disc-Man] os ‘Hits’ de bandas como Guns N’Roses, Mamonas Assassinas, Scatman John, Spice Girls, Nirvana, Pearl Jam, ‘Os’ Hanson e eu…ouvindo Michael Jackson !

Garotos e garotas ‘felizes’ cantariam as trilhas sonoras de aberturas dos Cavaleiros do Zodíaco, Jaspion, Pokémón, Jiban, Dragon Ball Z e Ducktales….

 

E no mundo dos Games?

Neste Universo, jóias sonoras e próprias, também eram encontradas no Mega DriveSuper Nintendo e também no ‘Nintendinho’ [NES] e no Master System !

Quantas e quantas músicas desses consoles não iriam ficar martelando em nossas cabeças ?

Aliás, garanto que você Gamer, conseguiria reportar uma lista BEM grande de tracks feitos para vídeo games, que você não consegue mais esquecer…e…atirem pedras quem aqui nunca ligou um jogo apenas para ficar ouvindo a sua ‘trilha sonora’ !

Pois bem, o que muitos não sabem, é que uma ‘guerra particular’, entre músicos, consoles, chips de som e chiptunes estava sendo travada… e nós mal sabíamos.

O Caso “Chuck Rock”

A softhouse britânica Core Design, que hoje em dia é lembrada por jogos como Tomb Raider e Fighting Force, lançara em 1991 o jogo Chuck Rock, que no final da década, acabara tendo lançado o jogo para muitos consoles da época.

Chuck Rock é jogo de plataforma, 2-D sidescrolling, com ambientação, cenários e personagens pré-históricos, e que possuía uma arquitetura gráfica simples, quando comparado à outros jogos da mesma época…

…mas, onde é que estaria a ‘Arte da Guerra’ nisso tudo ?

 

 

Simples: na música contida na tela de abertura [Intro] do jogo !
Os próprios compositores, que trabalharam em versões diferentes do jogo, como Martin Iveson, Shaun Hollingworth, Matt Furniss e Steve Collett, acabaram travando entre sí, uma espécie de duelo pessoal: quem é que iria conseguir extrair o melhor som, elaborar e sintetizar os melhores instrumentos, utilizar melhor os recursos de cada console e ainda conseguir extrair a melhor ‘vibe’ de seus chips de som ?

Este duelo, contribuiu e muito, para podermos analisar sonoramente, a musicalidade das plataformas da época, pois a Core Design sendo apenas uma produtora, teria de saber aproveitar da melhor maneira, os recursos disponíveis oferecidos por cada hardware daqueles consoles.

E bem… o resultado final de tudo isso, é VOCÊ quem confere:

 

Mega Drive

 

Super Nintendo [SNES]

 

Amiga

 

Sega CD

 

Gameboy

 

Commodore 64

 

Master System

 

Atari ST

 

Acorn Archimedes [WTF ?]

 

Em minha humilde opinião, os vencedores fomos nós jogadores, pois acredito que um Gamer de verdade, é aquele que sabe desfrutar de um jogo em qualquer plataforma que seja, percebendo as suas diferenças e as aceitando acima de tudo. [^^]

Tendo este raciocínio como base, quais seriam os jogos que tiveram músicas que não saíram mais da sua cabeça ? [ou do seu toque de celular ? =D ]

Ivan Vockt
Ivan Vockt

- Artigo por